segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Dos Compromissos de ano novo

Obrigado eventual leitor que acompanha meu blog, eu sei que pelo menos um leitor fixo eu tenho, além de eu mesmo óbvio. Pretendo escrever mais esse ano. Mais e melhor. Não vou estabelecer metas, elas foram feitas pra gente deixar de lado ao longo do ano, vou estabelecer um compromisso. Não deixar a preguiça vencer, forçar minha mente a produzir.

É um compromisso não especialmente para esse blog, mas para vida, venho forçando isso desde 2015. Até essa data eu estava num ostracismo, tinha caído naquela zona de conforto que não exatamente onde a gente quer estar, mas também não é tão ruim. Resolvi sair, não exerci a faculdade que me formei, não gostava mais do curso que eu estava fazendo (fazendo não, empurrando com a barriga), então, qual o sentido disso? Queria estudar algo e exercer esse algo no futuro, não ficar na zona de conforto achando que todos os meus anos de faculdade foram em vão. Voltei para a faculdade no curso que eu queria estar e estudando a sério.

Outra coisa foi a leitura, estava lendo pouco, muito pouco. O que não me era natural há alguns anos, quando lia muito e lia de tudo, ano passado foi o ano de voltar ao hábito da leitura. Hábito que esse ano pretendo expandir, junto com outro hábito que há muitos anos deixei para trás, mas que me faz falta, escrever, não que eu não tenha escrito, mas escrevi pouco, muito pouco e não gostei de maior parte do que escrevi. Quero escrever mais esse ano, quero tornar um hábito de novo e quem sabe até o fim do ano eu escrevo algo que preste.

Esse ano também quero fazer algo que já fiz na infância, mas fiz de forma muito ruim, video games. Bateu uma vontade de jogar, já sei até o jogo que quero. Esse objetivo é um pouco mais dificil porque envolve investimentos financeiros, mas vá lá, a gente dá um jeito, até o fim do ano quero ter aprendido a jogar aquele jogo, depois a gente aprendendo o resto.

Então, eventual leitor, espero que você veja atualizações mais constantes aqui no blog, se você ver então terei cumprido meus objetivos.

Feliz Ano Novo, do fundo do meu coração não acho que o ano vá ser lá essas coisas, mas um bom ano se constrói baseado em como a gente enfrenta as adversidades que vêm de encontro a nós. Pra encarar esse ano transcrevo pra vocês Resist do Rush. Força aí e bom 2017

Resist

I can learn to resist
Anything but temptation
I can learn to co-exist
With anything but pain
I can learn to compromise
Anything but my desires
I can learn to get along
With all the things I can't explain
I can learn to resist
Anything but frustration
I can learn to persist
With anything but aiming low
I can learn to close my eyes
To anything but injustice
I can learn to get along
With all the things I don't know
You can surrender
Without a prayer
But never really pray
Without surrender
You can fight
Without ever winning
But never ever win
Without a fight
Postar um comentário