sábado, 20 de junho de 2009

Silverinha o Editor em: Era uma vez o diploma.

_ Isso é um absurdo! - rugiu de raiva Daniel o reporter, estava sentado na frente de Silverinha, que bebia seu café e analisava a pauta do dia. - É uma desvalorização do jornalismo.
_ Hum... , murmurou o editor.
_ Onde já se viu acabar com o diploma. Como se as empresas fossem privilegiar pessoas sem diploma. Um absurdo, um absurdo.

A essa altura Silverinha já tinha sacado que teria de dispensar um pouco de atenção a Daniel, se não era capaz do mala passar a manhã alí lhe torrando a paciencia.

_ E vou escrever um artigo, isso é um...
_ Absurdo, já sei, já sei. Sabe o que é bom pra acalmar você?
_ O que?
_ Levanta a bunda daí vai trabalhar e para de torrar minha paciência, tenho assuntos mais importantes para tratar aqui.
_ Mais importante que isso. Silverinha, eles dizem que não se aprende ética e bom senso na faculdade, como não? É claro que sim, nos discutimos debatemos a ética, a faculdade e extremamente necessária para a formação de profissionais compromissados com a verdade no jornalismo, é pedra fundamental para o jornalista formador de opinião. Nossa empresa pelo menos, não nos orgulhamos de ter jornalista formados, CAPACITADOS!!! Você mesmo é assim não é Silverinha, afinal, você teria chegado na editoria sem uma faculdade.
_ Mas eu não tenho diploma. Entrei aqui por que o editor antigo namorava minha irmã.
_ ..... É sério?
_ É e a propósito, nunca estudei ética, na verdade não sei nem o que é isso direito.
_ Mais e o compromisso com a verdade que nós temos e...?
_ Você pode até ter, e é por isso que quem é o chefe aqui sou eu. Agora vai trabalhar de uma vez!

Daniel saiu da sala desolado e Silverinha se recostou na poltrona e tomou seu café. Quando algo lhe veio a mente.

_ Peraí, quer dizer que existe faculdade para jornalista?! Ah, esse país tem cada uma.


Gildson Góes.
Postar um comentário