quinta-feira, 24 de julho de 2008

Os Fiados de Seu Francisco. Parte 3 - O Sucesso.

A choperia "O Ciclista Bêbado", já nasceu em berço esplêndido desde sua concepção. Acontece que seu dono aconteceu de ser Seu Francisco, e acontece de Seu Francisco ser um homem de visão. Isso quer dizer que, ao invés de ter montado mais um boteco. Ele realmente montou uma área de lazer alcoolico de luxo. Algo nunca antes nem ao menos imaginado pelos bons cidadão de Parado.
Ela ficava logo no início da cidade, exatamente no cume de um morro, propriedade que Seu Francisco sempre pensou em utilizar na vida, mas nunca antes havia achado uma boa razão.
_ Mas por que raios logo aqui Francisco, num é melhor perto do ponto de ônibus pros turistas. - perguntou Seu Raimundo.
_ Deixe meu amigo. - respondia sorridente o seu Francisco. - Esta vai ser a noite de inauguração, e aí vocês vão ver.
_ É? Mas por que?
_ Você vai ver, você vai ver.
Ora, o motivo pelo qual nosso personagem principal sempre achou que aquele lugar lhe daria futuro apresentou-se naquela noite, no formato de uma lua imensa e resplandecente que encheu de luz prateada todo o campo lá embaixo, uma visão esplêndida, o céu estrelado parecia mais perto da terra e a vista alcançava longe aquela visão, era possível ver os farois dos carros surgindo longíquos da escuridão.
Estava então inaugurada a choperia, tv de 21 polegadas, som estéreo, musica ambiente, espaço para sinuca, dominó e carteado, além do chop mais gelado daquela região.
Não deu outra, a choperia virou um sucesso, todos os dias que abria lotava, varias pessoas iam e vinham, até mesmos as impopulares viagens norturnas dos ônibus, ganhou uma nova clientela, toda interessada em passar algumas horas no ambiente alternativo e legal da choperia, os intelectuais adoravam sentar na varanda e discutir os eternos e muito sérios problemas do mundo moderno, muitos ainda preferiam sentar ao balcão e ter uma boa prosa com seu Francisco sempre apto a discutir todos os temas existentes.
A choperia de seu Francisco, virou mais que um sucesso, mais que uma referência aos bares da região, mais que o melhor ponto de parada de ônibus de toda a cidade (o ponto de ônibus mudara de local desde a fundação da choperia), a Choperia O Ciclista Bêbado virou uma lenda local, que por muitos anos seria lembrada.
Porém, nada nem sempre são flores, e foi num belo dia de verão escaldante, que o inimigo começou seu plano maligno.
_ Ô Ruivo, você devia deixar seu boteco que nem o do Francisco, lá da gosto de ir.
_ Pode até ser. Mas aposto que o velho egoísta nao fia pra vocês.
_ Mas é claro que fia, homem. Deixe de besteira, mas nunca ninguém precisou.
Seu Raimundo saiu de sua conversa com o Ruivo encafifado, será que o Francisco fiava mesmo. Ora, pois ele iria descobrir. E assim começou o ciclo que levaria a ruina a boa idéia de Seu Francisco.
Naquela mesma noite, Raimundo sentou a beira do balcão e falou.
_ E aí Francisco, manda um Chop fiado aí pro seu velho amigo?

Continua....

Gildson Góes.
Postar um comentário