quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Balada de Chico Moreno e o Bicho Feio - Canto sexto, parte 1

De como Chico Moreno, em uma tarde, matou cem homens.

Meus senhores e minhas senhoras
vou cantar a segunda parte dessa história
mas antes devo cantar esse episódio
por ser feito muito heróico.

Mal sairam Chico Moreno e companhia
para o forte e quente sol do meio dia
ouviram misteriosa gritaria
e viram se aproximar multidão enraivecida

vinham homens até os dentes armados
com espingardas, pistolas e até mesmo machados
vinha a frente um homem com cara de brabo
pra fazer com Chico Moreno um certo trato

"Oh famoso Chico Moreno
Eu sou Alberto Sereno
precisamos ter um conversação
pra que você desista dessa missão"

"E o que lhe faz pensar senhor Cristão
Que vou desisitir de missão"

"Acontece que aqui o Bicho Feio é amigo
nos livrou dos machões e do perigo
nós agora vivemos em paz
viver com medo não queremos mais
mas se o senhor vem ao Bicho Feio ameaçar
aqui mesmo vamos te matar!"

"Que bando mais corajoso
feito só de homem medroso
- replicou o Moreno desdenhoso -
que pra matar só um cidadão
é preciso montar um cento de multidão.
Então se querem me matar,
venham, pois pra cova vos irei mandar!"

Foi assim que começou o heroico tiroteio
de Chico Moreno com aqueles
que tinham o Bicho Feio como padroeiro
e pra que não se tire crédito de minha canção
cantarei como ocorreu a ação"

Gildson Góes.
Postar um comentário